Dicas para poupar nos custos de produtos de limpeza e higienização nas empresas

8 dicas para reduzir os custos com material de limpeza e higienização

Os custos com a aquisição de produtos de limpeza e higienização são, no contexto atual, substanciais. Se tem serviços próprios de higienização das suas instalações deverá observar algumas situações simples, mas muito eficazes na redução de custos, e aumento da qualidade dos espaços da sua empresa ou instituição.

Deixamos-lhe aqui 8 dicas para reduzir os custos de higienização da sua em empresa/instituição.

Como podem então os gerentes poupar dinheiro com os produtos de limpeza e higienização?

1. Sequências de higienização

A mão de obra é sempre o item mais caro de qualquer tarefa, especialmente na área de higienização, se criarmos situações para a redução dos tempos de trabalho, estamos a diminuir custos substanciais. As sequências de higienização são de extrema importância, numa limpeza de qualquer instalação deve-se evitar que os operadores andem para a frente e para tráz, assim como andarem a mudar sistematicamente de equipamentos.

As sequências definem-se de acordo com o número de pessoas existentes para efetuarem as tarefas de limpeza e higienização, equipamentos disponíveis, etc.

Como exemplo se tiver um piso para limpar com gabinetes e casas de banho e corredores com uma pessoa: primeiro faz os gabinetes, depois muda de equipamento e faz as casas de banho e no fim faz os corredores, pois evita a troca de equipamentos e, ao fazer corredores no fim evita andar a sujar aquilo que já foi limpo.

2. Equipamentos e materiais adequados

A utilização de equipamentos e materiais de apoio à higienização é de extrema importância para uma redução de tempos de execução de tarefas, não devemos utilizar equipamentos de elevada capacidade em espaços reduzidos, ou o contrário, ou seja, utilizar equipamentos de baixo rendimento em espaços grandes.

Exemplos:

  • Utilizar uma auto lavadora de condutor sentado, quando só precisa de uma normal de empurrão;
  • Utilizar um carro de limpeza para limpar setores em que não tem espaço para o manobrar;
  • Utilizar uma mopa, quando o espaço é demasiado pequeno para tal, ou utilizar uma esfregona quando seria recomendado utilizar uma mopa.
Poupar nos Custos dos Produtos dede Limpeza e Higienização nas Empresas

3. Uniformização dos produtos químicos de higienização e limpeza

Os produtos químicos têm comportamentos diferentes entre si, por isso não devemos utilizar produtos diversos para a execução da mesma tarefa, pois, assim nunca iremos conseguir padrões de qualidade elevados, deverão ser definidos os produtos a utilizar nas instalações sanitárias e os produtos a utilizar nas limpezas gerais e, também os produtos das áreas alimentares quando for caso disso.

Os produtos de utilização diária não deverão ser demasiado agressivos, mas deverão ter qualidade suficiente para garantirem a eficácia com o mínimo de mão de obra, pois esta representa o custo mais importante da higienização para qualquer instituição.

A escolha de um produto deverá definir-se pela sua eficácia/custo pronto a utilizar. O verdadeiro custo de um produto define-se no momento da diluição e não no preço litro.

Exemplo: 1 produto custa € 10,00 o litro mas um balde com 5 litros de água leva 20 grs. de produto; outro produto custa € 1.00 o litro mas para o mesmo balde de 5 litros de água necessita de 250 grs de produto, então o mais barato no final da tarefa executada, que é aquilo que interessa à instituição/empresa, é o produto que custou 10 vezes mais.

O produto mais caro, se for o produto adequado é garantidamente melhor para a higienização a efetuar, até porque terá outros componentes que o produto barato não tem.

Os produtos muito fortes e muito agressivos deverão ser utilizados se houver necessidade para tal, pois estes produtos, se não tiverem uma utilização adequada, podem estragar os materiais em que estão a ser aplicados.

A utilização do produto adequado à higienização que se pretende fazer, diminui muito os tempos de execução da tarefa.

4. Metodologias de aplicação de produtos químicos

A aplicação de produtos químicos para pavimentos na forma tradicional (balde e esfregona), tem um custo elevado no consumo de produtos e uma baixa qualidade em termos de higienização, essa situação pode ser substancialmente melhorada se utilizarmos 2 baldes, um de água suja e outro de água limpa, que será o que tem o detergente.

Neste caso a esfregona ou mopa quando vem do chão deverá sempre ir primeiro ao balde de água suja e depois é que vai ao balde de água limpa e aqui conseguimos aumentar a área de eficácia de cada dose de detergente. Mas não é este o método mais eficaz para uma higienização de qualidade dos pavimentos e ao mesmo tempo uma redução muito substancial de custos, esse método é a pulverização.

Se considerar 5 litros de água e 20 grs de produto num balde, aplicado pelo método tradicional, fará na melhor das hipóteses 50 metros quadrados, mas se, colocar essa mesma quantidade de produto num pulverizador com a mesma quantidade de água, (5 litros), fará facilmente 500 metros quadrados.

Este custo reflete-se particularmente nas instalações sanitárias, pois uma casa de banho normal, terá entre 6 e 10 metros quadrados e, quando acaba a limpeza dessa instalação despeja o balde e volta a enchê-lo para a próxima instalação, se tiver 10 casas de banho fará 10 baldes, portanto 10 doses de produto, enquanto com a pulverização só utilizará uma dose, e, com essa dose ainda fará muito mais casas de banho.

Nota: Só resulta com a utilização de produtos de qualidade porque a pulverização diminui algumas das características dos produtos.

5. Saturação das superfícies

A saturação das superfícies higienizadas acontece quando se utilizam produtos em demasia, especialmente notado em pavimentos, quando a aplicação dos detergentes é efetuada pelo método tradicional (balde e esfregona).

A saturação das superfícies aumenta os custos e diminui a qualidade visual e de higiene da instalação; nos pavimentos podemos contornar essa situação utilizando a cada 3 dias uma limpeza exclusiva com água, esta limpeza irá ajudar a remover o detergente acumulado no chão, terá que ser feito com uma esfregona limpa, nas outras superfícies deveremos enxaguar sempre após a aplicação de produtos.

Uma superfície saturada de detergentes nota-se por a mesma estar sem brilho, parecer embaciada e, quando a acumulação já é muito intensa, as superfícies tornam-se peganhentas.

6. Higienização dos materiais de limpeza

Após cada utilização os materiais de limpeza, (esfregonas, mopas, panos, etc.), deverão ser lavados a fim de podermos remover o produto aí existente. Deve também evitar-se a utilização da esfregona, pano, etc., em produtos diferentes.

A acumulação de detergente nos materiais de limpeza diminui o seu tempo útil de vida, sendo que isto resulta num aumento de custos.

7. Planos de Higienização

A utilização de planos de higienização ajuda muito a reduzir os custos operacionais do setor, pois estes definem a aplicação de produtos, higiene de cada instalação, períodos de execução, sequências de trabalho, etc.

8. Projetos de Higienização

Um projeto de higienização permite-lhe juntar todos os pontos mencionados neste artigo e somar ainda muitos mais para uma otimização completa e profissional da higienização e limpeza da sua empresa, com uma ainda maior redução de custos.

A escolha dos produtos com maior relação qualidade / preço, a correta utilização dos mesmos, os processos de limpeza das instalações, a logística, o consumo dos produtos, a gestão de stock, as compras, os equipamentos necessários, até por vezes a uma redução de pessoal especializado passa tudo a ser gerido por uma empresa especializada nesta área.

Como cliente deixa efetivamente de se preocupar com toda a gestão nesta área, e passa a ter um custo fixo e controlado sempre com a qualidade assegurada, e poupar dinheiro na limpeza e higienização da sua empresa.

Em Resumo

Estas foram 8 dicas de muitas outras, que no conjunto podem reduzir substancialmente os custos de higienização das suas instalações, desde a mais pequena, até grandes instalações de escritórios, fábricas, lares, clínicas, restaurantes, cafés, etc.

Somos uma empresa que se preocupa com os custos dos seus clientes e disponibilizamos um serviço que da simples assessoria e aconselhamento até projetos de assessoria continuada com redução de custos anuais que nunca serão inferiores a 20%.

Estamos a vossa disposição para qualquer esclarecimento.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top